Carteira de identidade ganha novo modelo no Paraná
28/01/2020 - 18:35

A Celepar iniciou a emissão de um novo modelo de carteira de identidade. O documento possibilita a inclusão de diversos dados e oferece mais segurança contra a falsificação, usando a tecnologia como aliada. Por meio de biometria, são acessadas todas as informações de outros documentos pessoais, além de verificar se a pessoa possui um outro RG no Estado, evitando fraudes. 

O sistema de impressão do RG foi adaptado pela Celepar, possibilitando a entrada de novos campos, ou seja: todos os documentos do cidadão podem ser incluídos em apenas um documento, o que facilita e agiliza o processo de identificação. Vale lembrar que o antigo Registro Geral (RG) continua válido.

Na prática

O novo modelo permite a inserção de dados referentes à Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Programa de Integração Social (PIS), Número de Identificação Social (NIS), Programa de Formação e Patrimônio do Servidor Público (Pasep), Cartão Nacional de Saúde (SUS), Certificado Militar, carteira nacional de habilitação, título de eleitor, tipo sanguíneo e fator RH.

O cidadão ainda pode incluir condições especiais de saúde e nome social, mediante requerimento por escrito e relacionado à identidade de gênero.

Para que todos esses dados constem na carteira de identidade é necessário apresentar documentos oficiais comprobatórios no momento do atendimento no posto do Instituto de Identificação. No caso do NIS, PIS, Pasep e SUS, o requerente deve levar o cartão de inscrição original. Para inserir CTPS, carteira de habilitação, título de eleitor e Certificado Militar é preciso fornecer o documento original ou cópia autenticada.

Saúde 

Para acrescentar tipo sanguíneo e fator RH é necessário apresentar o resultado do exame laboratorial, caderneta de vacinação e outros documentos similares contendo os dados do requerente. Além disso, a assinatura e registro no órgão de classe específico do profissional responsável pelo exame laboratorial ou emissão do documento.

No caso de incluir condições especiais de saúde, o cidadão deverá levar atestado médico ou documento oficial que comprove a vulnerabilidade ou condição particular de saúde. Os modelos de relatório e atestado médico, assim como informações detalhadas, estão disponíveis no site do IIPR. 

Basta acessar esse link, rolar para baixo no segundo quadro "Documentos opcionais para a inclusão na Carteira de Identidade segundo o Decreto Federal 9.278 de 2018".

2ª via rápida

Ela pode ser solicitada normalmente, em caso de roubo, extravio ou o documento não está em bom estado, mas virá com os dados da Carteira de Identidade anterior, NÃO será possível incluir dados novos pelo método da 2ª Via Rápida, caso queira alterar terá que fazer a solicitação pelo agendamento.

Fonte: Agência Estadual de Notícias