Casa Civil

Projeto Memória - Ana Maria Dalla Riva Hoffmann

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Através da publicação dos depoimentos dos funcionários mais antigos queremos destacar o papel de cada um na história da Celepar e da informática pública paranaense.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Ana Maria Dalla Riva Hoffmann
“A Celepar é minha segunda família”
















“Estamos prestes a completar 44 anos de atividades. Quero deixar registrado que hoje somos referência nacional devido aos resultados que alcançamos através de nossas parcerias e dos sistemas eficientes que desenvolvemos”.

Essas palavras seguras sobre a Celepar são de Ana Maria Dalla Riva Hoffmann, que possui praticamente o mesmo tempo de serviço que a idade da empresa. Ainda na ativa, Ana já completou 43 anos de Celepar. Mãe de Alexandra, avó de Antonella e Francesco (4 anos e 11 meses, respectivamente), ela integra o quadro de funcionários desde 1965.

Ana atuou em diversas áreas da empresa, algumas já extintas devido às reestruturações ocorridas durante os anos. Ela lembra muito bem como foi sua admissão: “Para entrar na Celepar fomos entrevistadas, Marisa e eu, pelo ex-prefeito de Curitiba Cássio Taniguchi, que na época era gerente”.

A funcionária mais antiga da empresa relata como era a estrutura organizacional da Celepar no início: “Existiam só duas áreas: a técnica e a administrativa. A Secretaria Geral fazia parte desta última, que atendia a todos os setores. O chefe era o senhor Gerson Guimarães. Nós, éramos cinco secretárias: eu, a Sueli, a Mariza Buzetti, a Nelma e a Odete , para atendimento das duas áreas”.

Com o tempo, as oportunidades foram surgindo e Ana soube aproveitá-las muito bem. Com a nomeação de sua colega Marisa Buzetti para a Diretoria, ela assumiu a Coordenação de Secretaria, cargo criado a partir da divisão da Secretaria Geral.

Em 1983, quando o presidente Luiz Alberto Dalcanale assumiu o cargo de Secretário de Estado da Comunicação Social, e levou a Marisa Buzetti, Ana foi para o gabinete da Diretoria, onde permaneceu até 2007. "Além disso, ela lembra de um dos primeiros clientes da Celepar, a Diretoria da Despesa Fixa do Governo do Estado (DDF)". “Vocês não imaginam como era difícil chegar a um acordo com o cliente. Havia muito boicote ao nosso serviço. Os funcionários temiam que com a informatização iriam perder seus empregos. Eles não levavam em conta que para implantar, operar e ativar os serviços é necessário mão-de-obra”.

Outro desafio da Celepar, destacado por Ana Hoffmann, foi o cadastramento dos serviços do Instituto Brasileiro de Reforma Agrária, o IBRA (atual INCRA). “Para fazer frente às demandas, a empresa fazia três turnos tal o volume de serviço”.

Ana continua seu caminho na Celepar, mas recorda com saudades de seus colegas. “Além das muitas amizades que ficarão para sempre em minha memória, de todas as idas e vindas de nossos colegas, acho que é só vivendo o presente que podemos olhar para trás e perceber que um dos melhores momentos de nossas vidas são os que passamos em nosso local de trabalho. Hoje, ao me defrontar com a realidade e pensar sobre o futuro, em nossos sonhos, em nossos ideais, penso que a experiência que aqui adquiri não tem preço. Aqui é a minha segunda família”.
Recomendar esta página via e-mail:

Central de Atendimento

  • Enviar mensagem
  • Chat on-line
  • Regionais
  • WhatsApp
  • Solicitação de Serviços
  • LOJA DA CELEPAR
  • Banner trânparência PTE
  • banner transparência