Casa Civil

Notícias

09/05/2014

Mais do que mobilidade urbana, o Dia Nacional de Bike ao Trabalho é sinônimo de saúde e qualidade de vida para os empregados da Celepar

O estacionamento coberto da Celepar recebeu um visual diferente nesta sexta-feira (09). Alguns carros saíram para dar lugar a mais de 70 bicicletas de varias cores e modelos. Elas pertencem aos empregados que aderiram ao Dia Nacional de Bike ao Trabalho.
 
E o movimento de entrada de bicicletas pelo portão da Rua Nilo Peçanha começou já cedo. A partir das 07h00 já era possível ver empregados em suas bikes. Uns mais cansados, outros menos. E isso era reflexo do percurso realizado ou, no caso de alguns, da falta de prática em pedalar.
 
Na chegada, eram recebidos pelos organizadores desta ação e, ato contínuo, convidados a se dirigirem ao auditório da companhia. Lá, frutas e sucos os aguardavam, além do médico da empresa que estava à disposição daqueles que queriam verificar a pressão arterial e tirar dúvidas de saúde sobre o ato de pedalar.
 
Como explicou o diretor administrativo-financeiro, Lucio Alberto Hansel, este, na realidade, é um ato dos empregados em que a Celepar se coloca ao lado para dar o apoio necessário, “além do que é uma obrigação social da empresa contribuir com o meio ambiente, com a mobilidade urbana e, principalmente, com a saúde e a qualidade das pessoas que integram nossa equipe de trabalho”.
 
Hansel definiu este evento de hoje como “ganha-ganha”, onde se ganha em mobilidade urbana, com o motorista tendo espaço nas vias pública para trafegar e estacionar o veículo e, mais ainda, o ciclista que proporciona a si mesmo saúde, qualidade de vida e bem-estar. “Temos que incentivar o uso de modais alternativos de transporte e a bicicleta é um deles”, destacou o diretor.
 
De acordo Lucio Alberto Hansel esta ação integra o Programa Qualidade de Vida da Celepar que é composto de várias ações. Entre elas está a do estímulo a modais de transporte sustentáveis e não poluentes, como é o caso da bicicleta.
 
Para um dos organizadores na Celepar do Dia Nacional de Bike ao Trabalho, o analista de informática Luis Cláudio Patrício, o transporte é um grande problema mundial. Esta ação, como definiu, mostra uma alternativa ao problema da mobilidade urbana, na qual a bicicleta se insere como um meio de transporte válido e eficiente.
 
Na Celepar, como informou, de acordo com levantamento interno, existem 150 pessoas interessadas em aderir a bicicleta como meio de transporte regular ao trabalho. Ele defendeu a realização de eventos periódicos na empresa de incentivo ao uso da bicicleta, como o de hoje, que é uma mostra de que o ciclista é um empregado bem-vindo.
 
Luis Cláudio Patrício é membro fundador da ONG Ciclo Iguaçu e integrante da Rede Bikeanjo, organização não governamental com mais voluntários em nosso país, presente em 200 cidades.

Depoimentos

“Eu já venho de bike regularmente. Hoje, vim para ajudar na campanha. A receptividade e a estrutura que a Celepar proporciona é muito importante para as pessoas aderirem”.
“Seria bom se todas as empresas fizessem o mesmo que a Celepar. Esse tipo de atividade não alivia apenas na mobilidade, mas também auxilia na saúde das pessoas”.

Adilson Flausino – Técnico de redes, DIADI

“É uma iniciativa super legal, eu já ando, vim de bike, mesmo morando perto, para dar apoio a esse movimento”.
Timothy Edwin Squair, gerente da GGA

“Eu achei uma iniciativa positiva, fiz questão de aderir para dar apoio ao movimento. Uma vez que a empresa acolheu os participantes com frutas e sucos. Ainda pediram para que cada um fizesse uma consulta médica e reservaram um espaço no estacionamento do prédio para colocarmos as bikes”.
“É como se estendesse o tapete vermelho para os empregados ciclistas. Mais eventos assim devem ser realizados ao longo do ano”.

Marcos Costa – Analista de Sistemas – DIAGA

“Eu achei maravilhoso. Nos reunimos em um bairro e viemos pedalando juntos. Foi muito legal”.
Marcela Prostt – Analista junior, COSIN-B1

“Foi uma experiência interessante. Eu tinha receio quanto ao trânsito, mas foi muito tranquilo. Senti cansaço pela falta de costume, porém se tiver outra oportunidade, virei de novo”.
Rubens Miranda Junior, analista de sistema, COSIN-D2

“É importante o apoio da empresa em impulsionar a vinda de seus empregados utilizando a bike. Eu já faço isso há três anos, influenciado por um amigo. Esta atitude também contribui para que influenciemos as pessoas a adotarem essa atitude”.
Jonsue Trapp – coordenador da Divisão de Administração de Ambientes Distribuídos (DIADI)

"O deslocamento da casa ao trabalho e do trabalho para a casa de bicicleta permite que você vá curtindo o percurso e olhando melhor a paisagem. Este é o meu caso, que me desloco basicamente pela ciclovia.
Além disso, você combina relaxamento mental com um outro benefício, o físico que, somados, te propiciam mais energia para o trabalho. Quero vir para a Celepar mais vezes de bicicleta”.

Luiz Fernando Ballin Ortolani, diretor de de infraestrutura e operações

O que é o dia de Bike ao Trabalho?

O dia De Bike ao Trabalho é inspirado no Bike To Work Day, um evento anual realizado em vários cantos do mundo para promover a bicicleta como uma opção de transporte para o trabalho.
Maio é considerado o mês da bike ao trabalho, e cada cidade opta por uma data diferente.

Quando é o dia de Bike ao Trabalho?

No Brasil adotamos o De Bike ao Trabalho para toda segunda sexta-feira do mês. Logo, em 2014, caiu no dia 9 de maio.

O que acontece no dia de Bike ao Trabalho?

O dia De Bike ao Trabalho é uma oportunidade para realizar quantas atividades sua imaginação permitir para promover o uso da bicicleta ao trabalho. Esse dia é destinado tanto para as pessoas que queiram começar a pedalar, quanto para organizações, empresas ou governos que queiram promover ações para seus funcionários ou cidadãos.

Onde começou o dia de Bike ao Trabalho?

O evento começou nos Estados Unidos com o nome Bike To Work Day , em 1956, pela organização League of American Bicyclists. No Brasil não há um início oficial, porém em 2013 foi o primeiro ano de ação em âmbito nacional.

Fonte: debikeaotrabalho.org
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.