Casa Civil

Notícias

17/04/2017

Propagação de conteúdo de qualidade é enfoque em serviço da Celepar

Como o objetivo de proporcionar a disseminação de informações, bem como serviços de utilidade pública de forma online à população, a Celepar desenvolveu os serviços de webcast.

Os serviços de webcast consistem no uso de equipamentos audiovisuais para a transmissão de eventos e palestras, bem como treinamentos, reuniões e divulgações efetuadas pelo Estado, sobre uma rede de dados, o que propicia um amplo alcance pelas partes interessas. Este serviço possibilita a interação entre a audiência e o palestrante, através de um chat.

A cada ocasião, os espectadores recebem informações e conteúdos acerca de diversos assuntos de interesse público, como legislação, saúde, educação entre outros. No ano de 2016 foram solicitados ao todo 225 serviços de Webcast.

Conforme explica Cotrino, o webcast é uma ótima ferramenta para propagar conteúdos. “Afinal, por meio dela, o cidadão, de qualquer lugar do mundo, pode participar das palestras. Inclusive, muitas delas são caras, com profissionais que cobram um valor alto pela apresentação. Pela internet, a pessoa pode ter acesso a esse conhecimento sem pagar nada e no conforto da própria casa”, ressalta.

Na tela desta ferramenta, podem ser encontradas três partes: o vídeo, onde o internauta tem acesso às informações transmitidas; o mural, onde são mostrados os slides apresentados pelo palestrante e; o chat, local onde há a possibilidade de o internauta interagir com o palestrante.

Como funciona a solicitação do serviço?

“Os clientes fazem contato conosco, por telefone ou e-mail, e confirmam os dias disponíveis da Agenda Webcast para realizar a transmissão. Damos prosseguimento ao processo abrindo uma Solicitação de Serviço. Outra forma é o cliente solicitar o serviço ao Coordenador de Atendimento da GAC, que abre uma OS perguntando se o referido dia tem agenda para atendimento", explica José Luis César Cotrino, analista responsável pela atividade.

O webcast possui muitas variantes, como transmissão com gravação ou só gravação; oferece algumas definições de imagem: modo VGA (640x480px), DVD NTSC (720x480px), XVGA 1024x768px ou FHD 1920x1080px; há duas modalidades de transmissão e gravação: apenas do conteúdo do monitor (navegação de sistema, apresentação de slides, etc.) juntamente com áudio explicativo ou apenas a transmissão da imagem/som do palestrante; tais modalidades também podem ser transmitidas simultânea através de dois pontos de difusão e fica a cargo do web-espectador escolher qual ponto de publicação (difusão) quer assistir. O webcast não para por aí, ao escolher assistir imagem/som do palestrante, também recebe slides em uma janela a parte e acessa a sala de bate papos para que suas manifestações cheguem ao palestrante.

As principais vantagens do webcast são capilarizar conteúdo, ganho expressivo de tempo, economia significativa de recursos e o registro do encontro para acesso futuro.

“Se o cliente quer gravar áudio/vídeo ou só áudio de uma reunião, de uma audiência pública, de debates, de aulas para EAD, ou de qualquer conteúdo para acesso futuro, como apresentação de facilidades e navegação em um Sistema, temos equipamento para isto. Se o propósito é transmitir uma palestra, o webcast cai como uma luva”, destaca Emmanuel Valim de Freitas, também analista responsável pela atividade.

Agora, se há intenção de interação mais intensa, onde mais de uma localidade vai contribuir com suas opiniões, é possível utilizar outros produtos, como a vídeo conferência, o Skype, o Webex, o Big Blue Button (ou Webconf ou simplesmente BBB), são softwares que possibilitam comunicações de voz e vídeo via Internet.

É possível misturar algumas destas tecnologias numa única transmissão? Sim, a capilaridade do webcast pode se associar com a facilidade do palestrante utilizar vídeo conferência, skype, webex, bbb caso esteja em qualquer lugar do mundo que ofereça acesso a rede mundial de computadores. O web-espectador não perde nenhum conteúdo da reunião.

E a sala para usar estas ferramentas de comunicação? É possível utilizar uma uma sala com lotação máxima de dez pessoas para transmitir ou apenas gravar conteúdo, identificada por Sala de Webcast da COTPS, não sendo apenas uma sala para o webcast.

Já com o conteúdo armazenado, entram em ação os softwares de edição de vídeo e edição de áudio para renderizar o material e disponibilizar arquivos com a melhor qualidade possível.

É possível ainda contemplar o evento mesmo após seu fim. Ele é publicado na íntegra na internet, no site webcast.pr.gov.br/  seguido pelo nome da secretaria ou órgão ao qual o evento está atrelado. Exemplo: ao acessar webcast.pr.gov.br/celepar você pode assistir às transmissões já realizadas sobre assuntos relacionados à empresa.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.

  • Facebook

Central de Atendimento

  • Enviar mensagem
  • Chat on-line
  • Regionais
  • WhatsApp
  • Solicitação de Serviços
  • LOJA DA CELEPAR
  • Banner trânparência PTE
  • banner transparência