Casa Civil

Notícias

10/08/2017

Curso de Acesso à Internet e Redes Sociais em Ibiporã

Acessar a internet, enviar e receber e-mails e encontrar amigos e parentes no Facebook não são mais um mistério para um grupo de 22 idosos que participou na semana passada de um curso de Acesso à Internet e Redes Sociais promovido pela Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) em parceria com a Prefeitura Municipal de Ibiporã, por meio das Secretarias Municipais de Assistência Social, Trabalho e Tecnologia da Informação (T.I).


A capacitação gratuita de 12 horas/aula para frequentadores do Centro de Convivência do Idoso (CCI) Abílio de Paula ocorreu no Centro Tecnológico do Trabalhador de Ibiporã (CTTI). Técnicos da Celepar e servidores e estagiários da Prefeitura atuaram como monitores durante o curso.


A capacitação integra o Programa Inclusão Social da Pessoa Idosa. Iniciado pela Celepar em 2013, o curso já ocorreu em 35 cidades paranaenses e atendeu a uma população superior a quatro mil pessoas.

A entrega dos certificados aos concluintes do curso ocorreu no final da tarde de sexta-feira (04) e contou com as presenças do prefeito João Coloniezi, secretários municipais e instrutores. “Quero parabenizá-los porque não tivemos desistência durante o curso. Vocês venceram o medo, a preguiça, a vergonha para se inserir no mundo digital”, ressaltou o prefeito.


As secretárias de Assistência Social, Lívia Suguihiro, do Trabalho, Maria Romana, e da T.I, Janaine de Brito, ressaltaram que esta parceria entre vários setores da administração municipal e a Celepar promoveu a inclusão social e digital dos idosos, aumentando o acesso à informação, autonomia e a rede de relacionamentos. “Muitos possuem o computador em casa, mas os filhos e netos não têm paciência para ensinar. Aqui, toda a metodologia de ensino é voltada para atender as pessoas com mais de 60 anos. Eles se sentem mais à vontade porque podem trocar experiências com pessoas da mesma faixa etária que possuem dúvidas parecidas”, comentaram.


Agradecendo o apoio e comprometimento da equipe, a instrutora e técnica em informática da Celepar, Dircelia Maria Alessi, enfatizou que a inclusão digital da terceira idade está prevista no Estatuto do Idoso. “O código prevê em um dos seus artigos que é obrigação do poder público fornecer informações, inclusive tecnológicas, à pessoa idosa, por meio da realização de cursos com conteúdos adaptados, de forma a familiarizá-los com os recursos de computação”, explicou Dircelia.

A técnica aproveitou para divulgar o Curso Básico de Smartphone para idosos. No programa distribuído em nove horas/aula consta, entre outros tópicos, a personalização do aparelho celular, como inserir papel de parede ou plano de fundo; aumentar ou diminuir volume e tamanho de letras, mover e/ou excluir ícones, cadastrar, alterar e excluir contatos; ler, enviar e excluir mensagens; baixar aplicativos/ferramentas como WhatsApp e outros, pesquisar informações através de navegador da internet e redes sociais, tirar fotos, compartilhar e limpar galeria de fotos, entre outras possibilidades que esta tecnologia móvel oferece.


A secretária do Trabalho também convidou os idosos participantes desta primeira capacitação realizada em parceria com a Celepar a se inscrever no Curso de Informática Básica, com duração de 160 horas, que será ofertado pelo Município a partir de outubro. Maria Romana também informou que as salas de informática do CTTI e instrutores estarão à disposição do grupo para que possam praticar o que foi aprendido e tirar dúvidas.


Para Tereza Yasuko Watanabe, 67 anos, a experiência foi muita positiva. “Minha filha tem notebook, mas nunca tive coragem de mexer com medo de estragar. Aqui os técnicos são bem educados e pacientes. Agora poderei me comunicar pela internet com a minha irmã que reside em Assaí e parentes que estão no Japão”, comemorou a aposentada.


Já para José Olinto Goulart, 72, foi a primeira experiência a frente da máquina. “Meu neto não deixava utilizar o computador e smartphone dele. Aqui aprendi a utilizar o teclado, mouse, navegar na internet, criei meu e-mail e perfil no Facebook. Agora poderei utilizar o computador dele sem medo. Quem sabe não compro um para mim. Agora quero aprender a enviar mensagem no smartphone. Nunca é tarde para adquirir novos conhecimentos”, concluiu animado.

Fonte: Prefeitura Municipal de Ibiporã
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.