Ações de gamestorming propõe novas formas de elaborar soluções ao Governo Digital

A Coordenação de Jogos Digitais e Gamificação da Celepar (COJDG) promoveu uma ação que envolve técnicas de gamestorming e gamificação voltado a empregados de diversas áreas da empresa. A iniciativa busca alavancar sugestões de novas soluções para integrar a plataforma estatal Governo Digital.

De acordo com o coordenador da área, Marlon Volz, o gamestorming proporciona quebras de paradigmas ao potencializar a construção de ideias por meio de um processo criativo. “Desta forma os empregados constroem, de forma colaborativa e rápida, propostas consistentes para solucionar problemas reais, que, algumas vezes vêm de nossa vivência como cidadão. Percebemos um envolvimento muito positivo por parte das pessoas que já participaram e nos colocamos à disposição para conduzir esta abordagem a todos os que sentirem a necessidade deste apoio.”.

Segundo a gerente de Serviços de Comunicação Multimídia (GSCM), Christianne Steil, “os produtos desenvolvidos pela COJDG vão muito além do entretenimento, buscam contribuir para a construção de soluções inovadoras e assertivas aos clientes da Celepar, sendo possível incorporar novos conceitos e abordagens do universo dos games ao cotidiano corporativo, podendo atuar nos projetos desde a concepção através de gamestorming e gamificação, até a entrega de materiais de apoio como animações e tutoriais que facilitem o uso dos sistemas; para auxiliar na divulgação de serviços e produtos da Celepar é também possível contar com a criação de jogos digitais personalizados como, por exemplo, o jogo do Governo Digital, que será lançado em breve”.

Gamestorming

Conforme mencionado pelo empregado e ministrador do gamestorming na Celepar, Harlem Silva, a técnica consiste em jogos corporativos para criar soluções e resolver problemas. Existem jogos de abertura, onde se formam os limites do espaço a ser explorado, os jogos de exploração ajudam a navegar, combinar, mapear os conceitos criados na primeira etapa, e os jogos de fechamento que ajudam a concluir as propostas conceituadas na mente colocando-as no papel, onde as ideias agora tomam forma com dinâmicas de priorização, votação e comparação; encontramos um alinhamento e chegamos a um objetivo final.

Grupo na Rede Corporativa

As ideias dos empregados são publicadas no grupo Gamestorming na Rede Paraná, clique aqui e saiba mais. 

Soluções elaboradas

Além do gamestorming, a Coordenação de Jogos Digitais e Gamificação produziu um Quiz, solução que permite a inserção de perguntas com regras de tempo, alternativas e mudanças de template, sendo adaptável conforme a orientação recebida.

Esta solução foi utilizada na ação promovida pela área em parceria com o Núcleo de Comunicação e Marketing (NCOMAC) e a Fundação Celepar, denominada Geek Question, que consistia em perguntas sobre cultura geek e pop e contou com a participação de 334 empregados, gerando uma integração saudável entre as pessoas da companhia.

Outras ferramentas desenvolvidas pela CODJG foram o tour virtual pelo Data Center da Celepar, tecnologia que utiliza a realidade virtual, bem como jogos educativos para o trânsito (jogo da memória e das palavras) e está em andamento um jogo sobre o Governo Digital.

Depoimentos

“A técnica do gamestorming é uma maneira divertida de estimular a criatividade. Juntando o lúdico do jogo e a teoria do brainstorming, ela consegue nos propor novas soluções a problemas antigos, tanto no campo profissional quanto em diversas áreas da vida. Gostei bastante!”.

Luiza Damasceno Archer – DICAC

“Eu gostei da experiência. A interação e os assuntos abordados foram os pontos fortes.O tempo foi curto pois, aguçou a vontade de desenvolver os projetos”.

Regina Frota Ribeiro – DICAC

“A iniciativa é super legal. A proposta da reunião e a forma como ela foi trabalhada foi bem dinâmica e interessante, ficou mais fácil e mais interativa e o tempo passou bem mais rápido do que em uma reunião normal. Achei o trabalho do gamestorming muito bom!”.

Thamia Kuada - DIOPE

“Achei muito bacana a dinâmica. Estou cursando a matéria de empreendedorismo na faculdade, e o modelo de pensamento utilizado no gamestorming é bem parecido com o que é ensinado nesta matéria. Foi bem proveitoso e é uma maneira divertida e rápida de criar soluções inovadoras”.

Thiago Marcinko - DIOPE

Confira as fotos desta notícia