Enfrentamento da pandemia do novo coronavírus conta com apoio de solução desenvolvida pela Celepar
05/08/2020 - 09:54

A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (SESA-PR) utiliza uma solução desenvolvida pela Celepar, o Sistema Estadual de Regulação e Acesso (CARE-PR), que tem como base o Sistema de Gestão Ambulatorial e Hospitalar do SUS (GSUS). O GSUS/CARE tem como objetivo auxiliar na regulação e no acesso de pacientes a serviços específicos da saúde, atendendo a diferentes módulos de regulação, como o ambulatorial para consultas especializadas, internação de leitos hospitalares, cirurgias eletivas, faturamento para Autorização de Internação Hospitalar (AIH) e Autorização de Procedimento Ambulatorial (APAC).

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), houve a necessidade de adequar o sistema criando algumas ferramentas para permitir o gerenciamento de informações geradas pela solução, e, consequentemente, a tomada de decisões. Pelo GSUS/CARE os profissionais da saúde no Estado conseguem gerenciar a disponibilidade de leitos de UTI e enfermaria, inclusive dos criados para atender os casos de pacientes infectados pela Covid-19, bem como os voltados para atendimentos clínicos, pediátricos e de retaguarda, além de realizar o controle de pacientes internados e os que receberam alta.

Para facilitar o gerenciamento de informações, houve uma integração entre as soluções GSUS/CARE e NOTIFICA COVID-19, que realiza notificações de casos suspeitos de Covid-19, este último, desenvolvido por profissionais do núcleo de informática da SESA. Esta integração possibilita um controle melhor de notificações de pacientes internados, considerados como suspeitos, confirmados e descartados do novo coronavírus. Em conjunto ainda teve a disponibilização de relatórios através do Business Intelligence (BI), permitindo consultar os dados e acompanhar a evolução da doença e das condições da assistência hospitalar em tempo mais real. Estas ações favorecem o gerenciamento e o embasamento para a tomada de decisões. 

A partir desta integração, é possível rastrear todo o fluxo de assistência de pacientes nas redes de hospitais geridos pelo Estado. “Estas soluções facilitam o controle dos gestores da saúde, sendo instrumentos essenciais na geração de boletins epidemiológicos, que, em conjunto com o business intelligence que desenvolvemos, trazem dados em tempo real sobre a proliferação da doença, unindo inteligência, tecnologia e informações que ajudam a traçar metas e salvar vidas”, enalteceu o presidente da Celepar, Leandro Moura.
 
Estas integrações com o business intelligence também permitem consultas por macrorregiões ou por municípios específicos, possibilitando a observação do aumento de casos da doença, a checagem do número de leitos disponíveis no SUS para tratamento da Covid-19 e o acompanhamento do número de testes realizados. Estas informações, geradas pelas aplicações do BI, auxiliam os gestores e agentes públicos do Paraná nas ações desenvolvidas que buscam minimizar ou prevenir os impactos causados pela ação do novo coronavírus no Estado.

Últimas Notícias