Soluções da Celepar ajudam na desburocratização de documentos para proprietários de veículos com gás natural
05/08/2020 - 08:33

Para desburocratizar o atendimento, especialmente neste momento de prevenção à Covid-19, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), com atuação da Celepar,  passou a disponibilizar o novo serviço de liberação anual do laudo de Gás Natural Veicular (GNV) que dispensa a exigência do atendimento presencial.

Uma novidade foi a integração com o sistema Denatran/SisCSV. Com isso, os laudos emitidos pelas Instituições Técnicas Licenciadas (ITL), que realizam verificações periódicas para liberação anual do GNV, não precisam mais ser registradas nos dois sistemas, do Detran e do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Antes, o laudo emitido pelas ITLs precisava ser levado presencialmente ao Detran pelo cidadão para que fosse cadastrado no sistema estadual. Com a integração, ao cadastrar o laudo no sistema, a renovação anual também é registrada no banco de dados estadual.

Desta forma, todas as ITLs licenciadas pelo Denatran, autorizadas pelo Inmetro e localizadas no Estado do Paraná, já participam automaticamente da integração.

Desbloqueio

Considerando os últimos dados, de abril de 2020, dos mais de sete milhões de veículos registrados no Estado, 37.274 proprietários não precisarão mais se dirigir ao Detran para liberar o bloqueio anual de GNV, pois a integração permite o desbloqueio automático no sistema.

“Neste momento de pandemia, a transformação digital se tornará uma grande aliada do cidadão para melhorias e maior eficiência nos serviços. O Detran-PR não mede esforços para que as facilidades tecnológicas estejam cada vez mais acessíveis ao cidadão”, disse a diretora de tecnologia e desenvolvimento do Detran-PR, Jaqueline Almeida.

Vistoria Lacrada

Outra novidade de desburocratização é a vistoria lacrada, solicitada para processos de 2ª via de Certificado de Registro de Veículo (CRV), liberação de bloqueios de veículo e autorização para Certificado de Segurança Veicular (CSV) para veículos que circulam no Paraná, mas que estão registrados em outros estados. A vistoria lacrada serve para que o cidadão não precise se deslocar até o estado de registro do veículo para fazer estes processos.

Antes, a vistoria era feita de forma manual pelo Detran Paraná, o laudo era lacrado em um envelope e entregue ao cidadão, que precisava fazer este envelope chegar até o Detran do outro estado para que fossem tomadas as devidas providências.

Muitas vezes acontecia de o cidadão perder o envelope, ou enviar e o material se perder, ou, ainda, chegar no outro Detran com o lacre violado, o que invalidava todo o processo. Além disso, poderia levar alguns dias até que o cidadão conseguisse realizar o serviço que queria.

Agora, este processo passa a ser totalmente digital com a utilização do aplicativo Vistoria Digital, que gera o laudo e um ofício com o QR-Code, que pode ser acessado e validado pelos demais Detrans do país.

A emissão deste laudo tornou-se mais segura, pois o app permite a inclusão de imagens do veículo, dados do motor e demais observações, evitando fraudes. O processo é muito mais rápido, pois o cidadão já pode levar ou emitir o laudo na mesma hora pela Central de Certidões do Estado do Paraná ou enviá-lo por algum meio digital para um despachante ou alguém que possa levar o documento até o Detran.

Parceria

A Celepar atuou no desenvolvimento da solução responsável pela integração com o Denatran, possibilitando que todos os laudos emitidos no sistema nacional sejam automaticamente inseridos na base de dados estadual, automatizando a liberação dos veículos e evitando atendimentos presenciais no Detran-PR.  Além disso, o aplicativo Vistoria Digital desenvolvido em parceria entre as instituições agilizou o processo de vistorias lacradas, trazendo segurança aos envolvidos no processo.

“Isto é fruto de uma grande parceria que temos com o Detran-PR, que, em conjunto com a nossa equipe, possibilitou a desburocratização de mais serviços voltados ao trânsito, garantindo agilidade, segurança e também preservando o tempo e a vida dos envolvidos no processo”, enalteceu o presidente Leandro Moura.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Últimas Notícias